Entenda o que é o “Minha Casa, Minha Vida” e quem pode se beneficiar


Você já ouviu falar do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, destinado especialmente àqueles que pretendem adquirir a casa própria?

O programa foi criado pelo governo federal em 2009 com o objetivo de financiar a construção de moradias para famílias com a renda bruta de até R$6,5mil, oferecendo subsídios que variam de acordo com o orçamento familiar. Há diversas formas de atendimento às famílias considerando a localização do imóvel, renda e valor da unidade.

Quem pode participar?

O Faixa 1 enquadra empreendimentos habitacionais destinados a famílias com renda mensal bruta de até R$1.800,00. Nesse caso, o valor do imóvel pode ser custeado em até 90% pelo Programa. Para a Faixa 1, é necessário se cadastrar na cidade e, se atender aos critérios, poderá ser sorteado para um empreendimento em sua cidade.

Existem também as famílias que se encaixam no Faixa 1,5, que é para renda bruta de até R$2.350,00. Há subsídios de até R$45.000,00 para financiamento de imóveis de até R$135.000,00. Nesse caso, também é preciso fazer o cadastro e aguardar o sorteio.

No Faixa 2, as famílias de renda bruta entre R$2.351,00 e R$3.600,00 podem fazer uma simulação diretamente com a CAIXA ou Banco do Brasil para descobrir o valor do subsídio que o programa pode oferecer. Lembrando que se trata apenas de uma simulação e que, para obter o financiamento, o interessado passará por uma análise de crédito na instituição financiadora.

Por fim, o Programa Minha Casa, Minha Vida também possibilita o acesso à moradia através de financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de famílias com renda bruta mensal entre R$3.600,00 e R$6.500,00 com condições especiais de taxas de juros até 8,16% a.a, reduzidas em relação às praticadas pelo mercado imobiliário. Essa modalidade é o Faixa 3.

Para se enquadrar no programa, você não pode: ser dono ou ter financiamento de imóvel residencial, ter recebido benefício de outro programa habitacional do governo federal, estar cadastrado no Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias (SIACI) e/ou Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT), ter débitos com o governo federal.

Fonte: Minha Casa Minha Vida.

#minhacasaminhavida #programagovernofederal

Posts Em Destaque
Posts Recentes